Insônia - J.R. Johansson

Titulo Original: Insomnia
Paginas: 339
Editora: V&R

Oláá leitores! Bem... essa história vai ser uma das mais complicadas para eu explicar então espero que entendam :)
 O contexto básico da história é que Parker, não dormia. Pois quando ele se deitava para dormir ele entrava no sonho da ultima pessoa que ele tinha olhado nos olhos no dia. Agora eu começo a contar a história para vocês kkk.
A história começa num sonho onde Parker é o observador ~ como sempre ~ e digamos que depois de 4 anos sem dormir sua aparência não é das melhores, sua mãe suspeitava que ele usava drogas, por sempre estar com um olheiras muito fundas.

(...) Tentei entender como havia me tornado observador da minha própria vida.
 Até que um dia, ele conhece uma menina que muda tudo isso, seus sonhos eram tão diferentes dos conturbados sonhos das pessoas "normais" que o fizeram dormir. E é claro que ele não iria deixar passar em branco essa garota, o problema começa quando a garota começa a ficar com muito medo de Parker, pois Parker a seguia para conseguir olhar em seus olhos. Muitos problemas começam a aparecer também, como uma pessoa estranha que ficava perseguindo Mia (ou era o que ele achava).
(...) Você está todo confuso, mas não é uma ameaça para ninguém além de si mesmo. Nós todos somos perigosos. Machucamos uns aos outros sem querer. (...)
Ele acaba contando tudo para seus dois melhores amigos e eles ajudam Parker a convencer Mia. Até que ele descobre que Mia se Auto-Hipnotizava  para ter sonhos bons, não pesadelos com a morte de seus pais.
O mais bizarro vem agora, Parker estava tão atormentado por não poder dormir, que sua mente acabou se auto projetando em uma versão maligna de si mesmo. Então ele começa a desconfiar que essa parte Sombria dele é que estava perseguindo Mia. Porem ele acaba descobrindo algo que ninguém imaginava que aconteceria. Até que em fim ele descobre que aquele cara que estava perseguindo Mia, na verdade estava perseguindo a ele. e o final eu não posso contar mais que isso.
(...) O Sombrio era meu inimigo (...) Ele era perigoso, para mim e para todos ao meu redor. Mas como lutar com um inimigo que estava dentro de mim?


Share this: