Contos de Terror #23

   Levantei assustado, olhei o relógio e me dei conta que ainda era madrugada, 2:59 mais especificamente. Virei para o lado e tentei pegar o mais rápido no sono possível. Senti como se apenas um segundo tivesse se passado quando o relógio tocou. Me virei para o lado e vi que a janela ainda estava escura, franzi as sobrancelhas e olhei a hora que marcava no relógio: 6;00. Em ponto. 


   Fui ao banheiro, tomei banho e voltei ao meu quarto. Esqueci até de ligar a luz para me vestir. Estava zonza de sono, mas não podia perder as duas primeiras aulas de química. Assim que comecei a me vestir, senti como se uma respiração estivesse ao meu lado. Olhei assustada e vi a tela do meu celular se apagar no criado mudo. Andei em sua direção e o peguei ainda com a toalha no corpo, a câmera frontal estava aberta, mas como ainda estava escuro, vi apenas meu vulto e a sombra do meu guarda roupa. 
   Algo chamou minha atenção no canto da tela. No lugar que marcava as horas. Ainda marcava 3 em ponto. Minha respiração desregulou e eu engasguei com minha saliva. Eu sentia a respiração de alguém em meu ombro esquerdo, mas não tive coragem para olhar cara a tela de meu celular, onde a câmera continuava aberta. A ultima coisa que me lembro é que olhei para baixo e vi minha blusa se manchar de vermelho.

O corpo da garota foi achado logo de manha, com 3 números marcados ao redor do corpo. O numero 3 marcado em uma de suas pernas. O 5 na testa e ultimo numero foi descoberto no céu da boca, 9.

Share this: