1 ANO!

Meu. Deus. Um. ANO! Gente, eu estou quase chorando de alegria aqui! dia 15 de Janeiro de 2015 eu entrei no google e comecei a pesquisar sites para blogs até que eu me deparei com um B laranja no menu do google e então eu me apaixonei! Eu só tenho a agradecer a vocês e eu sei que todo mundo fala isso mais... eu amo vocês, amo todo meus leitores, pois eu não achava que eu ia chegar tão longe, amo vocês <3. E pra não deixar passar em branco eu peguei partes das minhas 3 primeiras postagens e...

J. K. Rowling (1965) é uma escritora britânica, autora da série "Harry Potter", que já foi traduzida para vários idiomas e vendeu milhões de exemplares.
E foi assim que eu comecei minha primeira biografia aqui no paginas que na época se chamava P.s Livros (convenhamos que Páginas em Branco é beem melhor hauhauhaua), com essa diagramação horrível e um péssimo modo de explicar as coisas (acho eu que hoje eu melhorei huahauhau). Hoje, nesse exato momento esse post tem apenas 31 visualizações muita pouca gente viu huahua .

Veronica Roth com certeza faz um grande sucesso com seu livro Divergente, mas vamos parar de baboseira e começar a resenha.
   Acho que eu devia ter tomado algumas coisas antes de escrever isso huahauhaua Parece um robo escrevendo (risos) "vamos parar de baboseira e começar a resenha". Até que eu comecei (momento vergonha).
Aos 16 anos, Beatrice Prior precisa enfrentar a escolha mais importante da sua vida: decidir em qual facção passará o resto de seus dias. E isso só é necessário porque o mundo como conhecemos não existe mais, e a Chicago atual é dividida em cinco facções que são responsáveis por manter a ordem entre o povo.
Eu explicava muito mal na quela época mano ;-;. Acho que eu queria ser o mais direta possível hauhuahua só pode. Nesse exato momento a resenha tem 30 visualizações... Não é de se espantar, meu Pai eu não sabia explicar as coisas hauhauha.
Fallen é com certeza um dos melhores livros que já li, porem, demorei um pouco para pegar interesse e ler com mais frequência. A autora é bastante detalhista, mas isso não é um defeito do livro.
 Não é de se espantar que eu tenha parado com as criticas... Credo kkk. Hoje essa critica tem um pouco mais de 20 visualizações.


Vocês nesse momento.



Postagens preferidas:
Contos de Terror



#5 Escadas nunca foram um lugar muito agradável para mim. Mesmo que estivesse sozinha ainda sentia a presença de alguém ali, alguém frio, e grande, mas nunca levava em consideração essa agonia que me acompanhava degrau por degrau. E mais uma vez, aqui estava eu. Subindo degrau por degrau, um passo de cada vez. Eu não deveria estar com medo, o que poderia ter de mal em subir escadas? Mas algo me faz parar, minha respiração sai do automático e vejo minha visão como uma TV velha: cheia de rabiscos. 
   Tateio a parede em busca de apoio mas eu não consigo achar nada, o panico me atinge em forma de um sopro frio e gelado, e a voz de uma criança atinge meus ouvidos, não consigo decifrar o que essa criança podia estar falando mas sinto que ela estava bem perto. Aperto meus olhos na tentativa de minha visão voltar ao normal e um arrepio percorre meu corpo e sinto algo como uma faca atravessando meu estomago. Abro a boca para gritar mas o que sai de lá não era minha voz, era a voz de uma criança, pedindo para brincar de esconde-esconde.

#7 Como eu gostaria de estar dormindo, queria ao menos conseguir fechar os olhos. Queria ter ao menos um pouco mais de fé. Mas isso não era o que eu esperava. Não era o que ninguém esperava.

   No silencio da noite vazia em meu apartamento no decimo primeiro andar, vejo a luz do corredor se acender. Mas estou sozinho em casa. Nem preciso dizer que já estava morrendo de medo. Havia mais alguém dentro de casa. Mas como seria possível: eu tinha certeza que trancara a porta, e seria impossível entrarem pelas janelas. Ouso o som de um passo pesado em direção ao meu quarto. Cerro os punhos em volta das minhas cobertas. Estava tremendo, mais que tremendo. Rezava para que eu estivesse sonhando, mas sabia que não era sonho, pois apertava minhas mãos com tanta força em volta de meus punhos que podia ver da fraca luz que saia dos contornos da porta, minha coberta ficar vermelha de sangue. 
   Fixo os olhos na porta de meu quarto. E do outro lado dela, seja lá que for que estava dentro da minha casa, agora estava batendo em minha porta. Toc, toc, toc. Esse som nunca me dera tanto medo. Forço meus olhos a se fecharem em quanto lagrimas escorriam de pavor. Mas algo os faz abrir e tudo estava como estava antes: escuro. Fico feliz de saber que tudo era um sonho. Fecho os olhos novamente, mas o cheiro do sangue me faz abri-los novamente. A luz do corredor estava novamente ligada, e do contornos da porta de onde sai a fraca luz, consigo ver a silhueta de um homem curvado, onde apenas os olhos amarelos brilhavam na escuridão de meu quarto.

#1 Estou em meu quarto. Um milhão de coisas passam em minha cabeça dando feixes de luz dendo de meu cérebro no escuro breu de meu quarto. Á uma mesa em meu quarto, posso ver, pela fraca luz que sai dos cantos de minha porta uma criança agachada em baixo de minha mesa. Não consigo ver seu rosto, mas consigo ver a sombra preta que fica ao seu redor. Sino que a criança está chorando mas a esse ponto já estou apavorada demais para ficar olhando. Me cobro até a cabeça e tento pensar em coisas positivas. Tiro a coberta para olhar minha mesa, mas a criança não estava lá, estava deitada na cama chorando junto comigo.
Link: Contos de Terror - Piloto - Quarto Escuro



Tags

#1 Tag que eu mais gostei de ter feito foi a Doenças Literárias, acho que foi uma das tags mais divertidas que eu já fiz kkk. 
Link: Doenças Literárias

#2 Por mais que essa tag seja um pouco infantil ao ponto de uns, ela me fez perceber não apenas as palavras dos livros, mas tudo que eles trazem junto.
Link: No Pais das Maravilhas

#3 Essa ultima tag, fez vocês me conhecerem um pouquinho mais e não tem nada a ver com livros mas eu amei muito faze-la e agora ela está aqui para vocês :)
Link: Vicios



Eu ia colocar minhas resenhas favoritas mas então percebi que eu gosto de todas as resenhas, sem tirar nenhuma fora. E seria impossível escolher três das 74 resenhas que eu já fiz. Eu acho que em todo esse tempo de blog eu nunca me dei conta do que eu estava fazendo, contar essas histórias para vocês é muito gratificante pois vocês são o meu incentivo, sem vocês eu seria uma pateta escrevendo pro além huahuahua, e eu não consigo acreditar que já se passaram um ano que estamos juntos, lendo livros, contando histórias e etcs. E por incrível que pareça eu não me sinto tão distante de vocês, pois agora, quando eu estou lendo, eu estou lendo por vocês também, e sinto também que sempre vou poder achar vocês nas palavras. 

Bom gente, é isso, espero que tenham gostado de me ver passar vergonha virtualmente, por mais que vocês não possam me ver, eu ri dessas coisas que eu escrevia e eu me senti um pouco envergonhada por ter postado isso para vocês ~kk~ mas eu não vou os excluir pois eu acho que eles mostram como eu evolui e tudo que vocês já devem saber kkkk. Mais uma vez muito obrigada por tudo e um beijo na testa de vocês!

Em fim. É isso.








Share this: