História!! Parte 13

Olááá leitores!! Como vocês estão? Vocês estão bem? Bem, esse é o capitulo onde as coisas começam esquentar entre todos que Bia conhece, então espero que gostem e uma boa leitura!


"Cap. 13

Olho para Leo pasma. Ele também tinha perdido alguém? Por isso Marta disse que intendia o que sentia? Mas mesmo assim. Porque Carol veio até o prédio de Leo?
- Mas... Mas... – Olho confusa para Leo. Ele respirou fundo e se sentou no sofá. Ele pediu para me sentar e em vez de explicar o que havia acontecido ele me entregou a sacola roxa que estava em sua mão. Era igual a que Carol usava para ir para o teatro. A abri e um esboço de sorriso apareceu em meu rosto.
Dentro da sacola havia um par de pontas rosa clara e um papel dobrado desajeitadamente dentro de uma das pontas. Não entendi o que aquilo significava. Por que Leo me dera essas pontas. Comecei a falar mas ele me interrompeu e pediu para eu ler a carta em voz alta.
Comecei entre soluços e me derramei em lagrimas ao ver de quem era.
-“Querida Bibi;
Eu seu que eu devo estar bêbada quando entregar essa carta a Leo, mas irá ser por um bem que você vai gostar! Não sei o que irá acontecer essa noite mas tenho certeza que provavelmente estarei presa na cadeia por invasão a domicilio e furto, por isso te entrego a carta que irá explicar tudo isso.
Eu me culpo até hoje por ter derramado Toddynho em seu colchão aos 7 anos de idade, me culpa até hoje por ter sido tão incompreendível em algumas situações. Mas eu nunca irei me culpar tanto, como estou me sentindo agora.
Eu sei que eu fiz besteira falando que você estava diferente e rebelde para sua mãe, então me desculpe bia. E me desculpe mais ainda quando eu soube que sua mãe deu suas pontas para Anastácia por minha culpa, eu sei o quão importante elas são para você. Eu sei que você já deve ter me desculpado mas... eu queria ter certeza disso. Então, nada mais justo que eu me vingar daquela vaca anoréxica por você. Eu vi o que ela fez com você, e ela merece o que eu irei fazer.
Não sei ao certo se eu consegui fazer o que eu tinha de fazer, mas se consegui, junto a essa carta, suas pontas estarão em minha bolsa do teatro que você adora haha. E provavelmente eu vou te ligar em quanto estiver saindo da casa de Anastácia para comemorar.  Tudo isso junto com o Bernardo, um amigo de Leo, falando no Leo... não quis ajudar a vingar sua própria namorada, então, muito obrigada Leo. Mas é melhor assim, posso acorda-lo no meio da madrugada bêbada para entregar suas sapatilhas.
Eu sei que você ainda tem muitas perguntas para mim mas você pode me fazer todas elas segunda feira na aula! Até mais minha bailarina e ah, de qualquer maneira, sinta-se vingada.
Obs: caso eu não consiga, 1- culpe o Leo por não me ajudar 2- você me desculpa? por ter tentado!

De sua amiga (ou não), Carola” – Dobrei a carta ao meio e sorri em quanto chorava abraçando a carta de Carol. Ela pegou minhas pontas e me vingou de Anastácia, minha divida apenas aumentava com Carol. Leo limpou o rosto e Marta sorria em quanto olhava a carta em minhas mãos – Ela morreu por mim. – Falei, e ninguém conseguiu segurar as lagrimas e os soluços que saíram depois dessas ultimas palavras. Eu mais que a perdoava. Eu sentia tanto. Ela era meu anjo, sempre me fazendo rir. Ela merecia mais que troféus. Não. A partir de hoje ela seria lembrada como merecia, não só por mim. Por todos. Chega de ser boazinha."

Histórias:

Parte 9

Share this: